O que estamos fazendo com nosso planeta?

O que estamos fazendo com nosso planeta?

A Terra é o único lugar que temos para viver! Aqui surgimos. Aqui estamos. Aqui devemos ficar ainda por um longo tempo.

Apesar de Lua e Marte estarem “logo aí”, ainda falta muito para que sejam habitáveis. Temos que chegar lá, criar condições que sustentem a vida como conhecemos, construir a infraestrutura necessária para uma nova sociedade… Falta muito!

É mais fácil, rápido e barato cuidar do lugar em que estamos. É o que precisamos fazer. É o correto!

A Terra é um lindo e agradável local. Praias, montanhas, planícies, oceanos, rios, lagoas, cachoeiras, florestas, campos, pequenas manchas de vegetação em meio ao deserto… A natureza preservada é sempre bela.

Já tive a oportunidade de conhecer alguns locais e alguns de seus habitantes mais interessantes. Porém, ainda tenho o desejo de viajar muito, conhecer outros locais e observar ao vivo animais como ursos-polares, baleias azuis, cangurus, rinocerontes e muitas outras espécies.

Espero conseguir realizar esse sonho antes que tais animais desapareçam extintos.

O que fazer? 

Precisamos mudar a maneira como a humanidade vê sua relação com o planeta e todos os outros seres vivos com quem o compartilhamos. 

Dividimos essa pequena esfera azul que flutua no espaço com inúmeros outros seres vivos. 

Fazemos parte de uma única rede de relações que sustenta a vida. Dependemos uns dos outros. Ainda que muitas vezes tais relações sejam obscuras e pouco conhecidas, elas existem. A cada dia a ciência descobre novos detalhes.

Somos peças encaixadas umas nas outras assim como os tijolos que formam e sustentam as paredes de uma casa. A cada espécie que desaparece as paredes se tornam mais frágeis. Uma hora a casa cairá.

As paredes já estão balançando. A casa já corre risco de ruir. Muitos tijolos já desapareceram. É impossível trazer de volta as espécies extintas. É impossível colocar cada tijolo no local de onde foi retirado.

Podemos tentar diminuir o problema parando de aumentá-lo! Podemos cessar o desmatamento, criar programas de proteção às espécies vulneráveis, tentar recuperar áreas em que isso ainda é possível.

Porém, não é possível trazer de volta aquelas espécies que se foram! Não é possível trazer de volta a diversidade biológica dos ambientes desmatados. Não é possível achar que plantar eucaliptos é o mesmo que preservar a mata nativa.

Cada ser vivo, cada espécie, tem seu papel na manutenção do equilíbrio planetário, assim como cada tijolo tem seu papel na estrutura de uma casa.

O planeta Terra é a nossa casa!

Tenho certeza de que qualquer pessoa com um mínimo de inteligência e bom senso cuida de sua casa e ficaria preocupado com o surgimento de rachaduras na parede.

Como podemos então continuar a fazer o que estamos fazendo com o planeta, com nossa única casa possível no Universo?

É preciso mudar nossa maneira de viver, se desejamos continuar a viver.  

São apenas reflexões.

Carlos Eduardo Godoy.