O que é observação investigativa

Você sabe o que é observação investigativa?

Observe a imagem abaixo. O que você vê?

Boto no Lagamar

A maioria das pessoas provavelmente responderá: – “Vejo um boto saltando fora da água! “

Porém, há outros elementos na imagem que contribuem para a sua correta, e completa, interpretação. No mínimo, podemos dizer que é possível observar: a água, a vegetação ao fundo, uma pequena porção de solo sob a vegetação e o boto no primeiro plano. Esse conjunto de informações possibilita uma descrição mais precisa do que é observado, permitindo a outras pessoas recriar mentalmente aquilo foi observado e descrito.

Há uma tendência a simplificar a resposta limitando-a ao elemento de maior destaque no campo visual. Não está errada, porém, não está completa.

O mesmo ocorre quando perguntamos às pessoas o que conseguem identificar na paisagem ou em um dado fenômeno investigado. As respostas geralmente se limitam aos elementos de maior destaque ou àqueles que por alguma razão são mais significativos para ela. Ou seja, a leitura da imagem ou paisagem tende a ser influenciada, limitada, pelo olhar superficial e pela influência que todos carregamos como decorrência de nossa formação ou de experiências anteriores.

A mesma paisagem, ou imagem, ao ser observada por várias pessoas, estimulará cada uma delas de maneira diferente, fazendo com que suas respostas sejam diferentes. Ocorre ainda que uma mesma pessoa, ao realizar a observação em momentos diversos, elabore descrições diferentes daquilo que observou.

Porém, é possível desenvolver a habilidade de observar com atenção e identificar os elementos que compõem o sistema de maneira mais completa e precisa.

 

Definição

Observar é dar uma direção intencional à nossa percepção, utilizando a visão como principal sentido para investigar determinada cena. Outros sentidos podem contribuir e chamar a atenção para determinado elemento que será, então, analisado com a visão.

 

Importância da observação investigativa

A observação investigativa é a estratégia de analisar uma determinada cena e nela identificar um conjunto de elementos, informações e significados que permitem ao observador descrever elementos naturais, fenômenos, ambientes, o funcionamento de um dado sistema etc.

Essa habilidade é essencial para investigar, descrever, interpretar e compartilhar informações sobre tudo aquilo que se observa!

 

Professor deve desenvolver a observação investigativa no aluno

Cabe ao professor planejar atividades variadas que exercitem e desenvolvam o olhar atento, seja na observação de paisagens em viagens de estudo do meio, na observação de experimentos em laboratório, na leitura de imagens ou nas cenas cotidianas que nos rodeiam e frequentemente são ignoradas.

Ao analisar um contexto visualmente deve-se ter o cuidado de:

  • Identificar todos os elementos presentes, estejam eles saltando aos olhos ou não. Os menores elementos de um sistema podem desempenhar os papeis mais essenciais no mesmo.
  • Identificar e descrever a disposição dos elementos no sistema com precisão, tanto em relação à sua posição como em relação à sua frequência.
  • Identificar e descrever possíveis relações entre os elementos identificados, que caracterizam o funcionamento do sistema investigado.
  • Identificar aquilo que é natural do local e aquilo que é resultado de interferência externa.
  • Identificar e descrever tudo aquilo que possa contribuir para a correta, completa e precisa interpretação do que foi observado.

O aluno deve :

  • Realizar as atividades com atenção, de modo sistemático, para desenvolver o hábito e a habilidade de “observar com atenção”.
  • Registrar com precisão, de modo claro e organizado, aquilo que observa.
  • Relacionar o que foi observado, identificado e interpretado a outras situações semelhantes previamente analisadas ou que façam parte do seu contexto.

 

Progressão na análise

Tais atividades devem partir da análise de cenas estáticas e simples, com poucos elementos, e progredir para situações mais complexas, sempre buscando a precisão, clareza e completude na descrição.

  • Descrição de um ser vivo a partir da observação de imagens estáticas (fotografias / desenhos). Exemplo: Fotografia de um besouro isolado do meio (em fundo branco).

besouro fundo branco

 

  • Descrição de uma paisagem a partir da observação de imagens estáticas (fotografias / desenhos). Exemplo: Fotografia de praia arenosa. Observe que a imagem possui um grid que auxilia no mapeamento dos elemento presentes.

praia arenosa

  • Descrição de elementos, fenômenos ou paisagens que fazem parte do cotidiano do aluno, seja em casa, seja na escola.

 

Reflexão

O que muda de um exercício para outro? Como a complexidade da observação e descrição aumenta? Que novas informações surgem em cada atividade?

Essa reflexão deve ser feita com os alunos de modo a reforçar a necessidade de utilizar todos os sentidos ao “observar” o ambiente. A leitura de imagens é um exercício na formação do indivíduo capaz de interagir com o mundo e interpretá-lo de forma mais completa e multisensorial.

 

Observação investigativa no cotidiano da sala de aula

Cabe ao professor instigar esse tipo de olhar o tempo todo, fazendo perguntas que estimulem o aluno a desenvolver tal habilidade.

Como consequência da preocupação em perceber os detalhes e aprimorar a capacidade de descrever o que observa, o aluno também terá uma visão cada vez mais completa, clara e precisa do mundo. A partir dessa visão, certamente surgirão dúvidas que motivarão investigações e a busca por respostas e explicações.

Ao ouvir do aluno sua descrição daquilo que observa(ou), o professor deve fazer novas perguntas dirigindo o olhar do observador para detalhes ainda não percebidos ou descritos, ajudando-o a refinar sua habilidade.

Saber observar, identificando elementos, fenômenos e relações, é uma habilidade bastante importante que deve ser desenvolvida nos estudantes.

Esse é um dos desafios do educador!

 

Como fazer?

Treinar! Observar! Identificar! Descrever!

 

Finalizando

A observação investigativa é uma estratégia fundamental para a obtenção de informações e interpretação do mundo. Ela pode ser usada como estratégia de leitura de imagens, de análise de experimentos ou de exploração de ambientes.

Leia também o artigo sobre Sequências Didáticas. Nele são apresentadas algumas orientações para ajudá-lo a planejar suas atividades.

Aproveite e leia também o artigo “Treinando o olhar com leitura de imagem“. Nele é possível exercitar a observação investigativa analisando diversas imagens de elementos da natureza, fenômenos naturais e ambientes.

Pense a respeito. Reflita sobre suas ações em sala de aula. Inove!

Abraços.

Carlos Eduardo Godoy (Prof. Amparo).

Como criar videoaulas e editar vídeos – Curso na Udemy

Formação continuada de educadores

Agora peço sua ajuda!

O formulário a seguir leva a uma pesquisa sobre temas de interesse de professores, para que eu possa planejar os artigos futuros.
Você poderia respondê-la? Você poderia compartilhar com seus amigos professores?
O link é https://goo.gl/forms/2FSZ03UPOE5JM8PE3

Fonte da imagem tema – http://www.freepik.com/free-photo/student-playing-with-a-magnifying-glass_860237.htm

Salvar

Salvar

Salvar