O que é metacognição?

Definição

O que é metacognição?

Ao refletir sobre o próprio pensar e fazer, analisando e avaliando ações previamente pensadas e realizadas, podemos rever decisões e alterá-las em busca do melhor resultado para nossos esforços.

Essa reflexão sobre as próprias ações, que leva ao conhecimento dos processos cognitivos e possivelmente à habilidade de controlá-los e torná-los mais eficientes, é conhecida como metacognição.

A prática constante desse exercício, analisando diferentes estratégias para enfrentar situações-problema, planejar e conduzir investigações, comunicar resultados ou fazer outras coisas, nos ajuda a perceber a maneira mais adequada de realizar determinada tarefa. Com isso, caminhamos em direção a melhores resultados em nossas ações.

Ou seja, a metacognição pode trazer ganhos significativos tanto a alunos como a professores em seu processo de ensino / aprendizagem ao promover a reflexão e autorregulação.

 

A prática do pensar sobre o próprio pensar, saber e fazer

  • O que você está fazendo?
  • Por que escolheu essa estratégia?
  • O procedimento utilizado em sua pesquisa para coletar dados foi eficiente? Como você o melhoraria?
  • Justifique a sua escolha!

O professor deve estar atento às oportunidades de promover a reflexão nos alunos, fazendo perguntas constantemente.

Tal prática, estimulando também o debate e a argumentação entre pares, leva à constante avaliação e reorganização dos saberes do estudante. Este por sua vez, deve também se perguntar:

  • O que preciso saber sobre o tema estudado?
  • O que ainda não sei?
  • Como posso vir a saber?

 

Ganhos para professor e alunos ao praticar a metacognição

Professores

Para o professor isso é importante ao ajudá-lo a planejar sequências didáticas efetivas, que realmente contribuam para o aprendizado do aluno e para o desenvolvimento de sua autonomia. O professor reflexivo empenha-se para alcançar o melhor de suas ações na interação com o aluno em busca de seu desenvolvimento pessoal.

Alunos

Para o aluno, a metacognição é essencial em seu processo de amadurecimento, levando-o ao desenvolvimento de estratégias de aprendizagem próprias decorrentes da análise constante das atividades realizadas em sala de aula.

 

Como desenvolver a metacognição

Cabe ao professor proporcionar aos estudantes uma ampla gama de situações de aprendizagem, vivenciando-as intensa e profundamente, refletindo juntos sobre seus objetivos, suas características, suas etapas e seus resultados.

Tal abordagem metacognitiva permite ao aluno extrair da situação não apenas as aprendizagens relacionadas diretamente ao tema estudado, mas também aquelas que se referem à estratégia de aprendizagem envolvida.

Com o passar do tempo, e o acúmulo de experiências de aprendizagem em diferentes contextos, o aluno desenvolve habilidades e competências que lhe permitem analisar situações-problema e enfrentá-las com propriedade, selecionando ferramentas e elaborando estratégias adequadas e eficientes.

É possível aprender a aprender!

 

Finalizando

O ambiente da sala de aula, com suas constantes interações, provocações e reorganizações de ideias, é ideal para que o aluno reflita sobre seu pensar, saber e fazer.

A cada atividade ele deve tomar ciência dos objetivos, estratégias e resultados alcançados. Ao fazer isso, é possível pouco a pouco “aprender a aprender”, selecionando estratégias mais eficientes para organizar seus saberes.

Leia também o artigo sobre Sequências Didáticas. Nele são apresentadas ideias importantes sobre a organização de um plano de aulas eficaz. Reflita sobre as ideias apresentadas e procure colocar “momentos metacognitivos” em suas aulas.

Pense a respeito.

Abraços.

Carlos Eduardo Godoy (Prof. Amparo).

 

Fonte da imagem – http://www.freepik.com/free-vector/speech-bubbles-with-question-marks_785259.htm